Notícias

Rabobank prevê preços de grãos estagnados

Em sua nova série de perspectivas de 10 anos para milho, soja e trigo, o grupo RaboResearch Food & Agribusiness prevê que os preços dos grãos nos Estados Unidos permaneçam estagnados. Isso porque as tendências de longo prazo para o aumento da produtividade compensam a diferença menor de área cultivada, enquanto a demanda permanece plana.

"Os atuais desafios à lucratividade provavelmente continuarão, infelizmente, para os produtores de linha", disse o principal autor Stephen Nicholson. “Os agricultores dos EUA precisarão considerar produtores de baixo custo se seus planos de longo prazo incluírem o cultivo de alguma dessas culturas. A diversidade de culturas continuará sendo uma boa estratégia para capturar qualquer atividade positiva nos preços e manter o custo de produção baixo. E as oportunidades de prêmios especiais, como trigo de alto grau alimentício ou grãos orgânicos, continuarão atraentes para aumentar as receitas”, completa.

Um grande choque de oferta, de outro grande ano climático, por exemplo, pode causar grandes reações de preço e hectare. É provável que essas reações durem apenas um ano ou dois antes que os hectares e os preços retornem à tendência, afirmou o Rabobank. A guerra comercial entre os Estados Unidos e a China continuará afetando a soja dos EUA, e os efeitos podem durar mesmo após a conclusão de um acordo.

"Como esperado, de todas as culturas, a guerra comercial teve o maior impacto nos preços da soja", disse Nicholson, analista sênior de grãos e oleaginosas da Rabo AgriFinance. “Somente a guerra comercial reduziu o preço médio nacional pago aos agricultores de soja em US $ 1 a US $ 1,50 por bushel. Os surtos de peste suína africana (ASF) acrescentam outros 50 centavos a um dólar à redução”, indica.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)