Notícias

Soja sobe forte e brasileiros vendem

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quinta-feira (04.06) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 2,42% nos portos, para R$ 108,25/saca (contra R$ 105,69/saca do dia anterior). Com isto o ganho acumulado nos portos neste mês ficou em 0,69%.

“Brasileiro vende quando o mercado reage. Depois de cair durante 6 sessões consecutivas cerca de 11,71%, o dólar reagiu hoje e fechou com alta de 1,33%. Com isto os agricultores brasileiros venderam nesta quinta-feira cerca de 200 mil toneladas de soja disponível para embarque junho, julho e agosto e 120.000 toneladas de soja futura, para 2021”, afirma a T&F Consultoria Agroeconômica.

No Paraná, com a alta do dólar os preços de balcão, pagos aos agricultores recuperaram um dos 2 reais/saca perdidos no dia anterior e voltaram para R$ 92,00/saca em Ponta Grossa, R$ 92,00 em Campo Mourão, R$ 92,00 em Cascavel, R$ 92,00 em Maringá e R$ 93,00 em Guarapuava.

CHINA
No Brasil, a demanda para 2020 por parte da China ficou estagnada, mas os interesses de compra para 2021 ainda era consistente, com os trituradores licitando os embarques no primeiro trimestre do próximo ano. “As ofertas para envio de março foram de 120 c/bu sobre os futuros de março contra a menor oferta relatada em 126 c/bu sobre os futuros de março. Os trituradores privados chineses buscaram mais soja dos EUA na quarta-feira para embarque entre outubro e novembro devido à melhor competitividade dos preços”, concluem os analistas da T&F.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)