Notícias

Saiba como a conectividade pode aumentar a produtividade

Com o intuito de aumentar a produtividade das lavouras e melhorar a gestão operacional das fazendas, a SLC Agrícola investiu largamente em conectividade. No último ano, a companhia, que tem a agricultura digital como um de seus pilares principais, ampliou o projeto de conectividade no campo para cinco unidades, cobrindo uma área de aproximadamente 70 mil hectares com sinal de internet. A iniciativa consiste na instalação de torres de telecomunicação com 4G - banda 700 Mhz, integrando a operação agrícola aos sistemas de gestão da empresa, em Porto Alegre (RS).

"A conectividade no campo permite que as informações cheguem até nossos centros operacionais em tempo real e aumentam a agilidade e a qualidade das tomadas de decisão. Entre as novas tecnologias estão sensores que proporcionam a aplicação localizada de defensivos, estações meteorológicas digitais, sistemas de monitoramento remoto das máquinas e de rastreamento de lotes de algodão em pluma, entre outras diversas inovações que fortalecem nossa competitividade no agronegócio", disse Aurélio Pavinato, CEO da SLC Agrícola.

As cinco unidades que foram contempladas com o projeto de conectividade da SLC Agrícola são Panorama (BA), Palmares (BA), Planeste (MA), Parnaíba (MA) e Planorte (MT).A agricultura digital, instalada nas fazendas, permite que sensores digitais instalados nas máquinas agrícolas e a telecomunicação em tempo real proporcionem ganhos de escala e maior controle das atividades agrícolas. Enquanto isso, no Centro de Inteligência, localizado em Porto Alegre (RS), técnicos especializados acompanham o desenvolvimento das atividades nas lavouras e avaliam diversos tipos de dados - como falhas no plantio, trajeto e velocidade das máquinas, aplicação dos insumos, entre outros aspectos fundamentais para a melhor execução do planejamento agrícola. Em alguns casos, como no controle de ervas daninhas na pós-colheita das culturas, há uma redução de até 95% na utilização dos insumos.

A digitalização da agricultura nas fazendas também possibilitou diversas melhorias, como o uso de sensores embarcados em máquinas agrícolas voltados à aplicação localizada de defensivos

agrícolas, reduzindo perdas; o acompanhamento das pulverizações aéreas de defensivos e fertilizantes, aumentando a eficácia das aplicações; a adoção de um sistema de monitoramento por drones, que localiza e informa a quantidade de plantas daninhas nas lavouras; e a aplicação de uma plataforma de monitoramento georreferenciado que cria mapas de níveis de infestação de pragas e doenças.

"Nossa meta é concluir a integração de todas as outras fazendas até o final de 2020. A digitalização da agricultura possibilita o aumento significativo da qualidade das operações no campo, oferecendo benefício mais nítido à agricultura de alta escala que praticamos"", complementa Pavinato.

Confira o Relatório Integrado da SLC Agrícola, que traz os principais dados e ações desenvolvidas pela empresa em 2019, além das estratégias de negócios para os próximos anos e informações relacionadas à biodiversidade: CLIQUE AQUI

FONTE: AGROLINK COM INF. DE ASSESSORIA