Notícias

Soja volta a cair nos EUA à espera do clima

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago (CBOT) registrou na terça-feira (16.06) baixa de 2,00 pontos no contrato de Julho/20, fechando em US$ 8,67 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT fecharam a sessão com desvalorizações entre 2,00 e 3,00 pontos.

“O clima nos EUA é considerado bom para o cultivo de soja neste momento, mas os Tradings estão observando o clima potencialmente quente e seco por um período prolongado que pode reduzir o potencial de produção. As previsões indicam clima quente e seco nesta semana, mas as chuvas são esperadas depois disso”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, o mercado agrícola na CBOT viveu mais um dia de “banho-maria” sem movimentações expressivas. “As condições de desenvolvimento da soja e milho nos Estados Unidos seguem em patamares regulares, em um padrão semelhante ao observado em 2018 e 2016, quando tivemos produtividades cheias em solos norte-americanos. Mesmo com a recente redução das condições da safra de milho, a especulação entende que não há motivos para pânico no atual momento com uma expectativa de produção de 406 milhões de toneladas (MTs) neste ano comercial, sendo a maior safra do cereal já produzida no país”.

“Mesmo com eventuais quebras pontuais de rendimento nos Estados Unidos, a balança entre a oferta e a demanda não entraria em equilíbrio, uma vez que o crescimento da produção total vem com maior agressividade do que o uso do grão, resultando num aumento de quase 30 MTs nos estoques finais dos EUA em 2020, totalizando 84 MTs”, concluem os analistas da ARC Mercosul.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)