Notícias

Soja estabiliza no positivo em Chicago

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago (CBOT) registrou na quinta-feira (18.06) alta de 1,75 ponto no contrato de Julho/20, fechando em US$ 8,73 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT fecharam a sessão com ligeiras variações mistas.

“O mercado de soja manteve-se firme e culminou em leves progressos, diante das expectativas de que a China continuará comprando soja americana ao cumprir a Fase 1 do acordo. Além disso, o USDA em seu relatório semanal de exportação reportou um volume de 1,32 milhão. superando o máximo esperado pelo mercado”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, a retórica continua a mesma em Chicago: “A especulação não vê motivos para adicionar posições em commodities agrícolas no atual momento. A ARC lembra que os preços agem com agressividade na CBOT quando há incertezas ou eventos inesperados. Ultimamente – como é comum nesta época do ano – a falta de ‘munição” especulativa, deixa os operadores sem motivos para adicionar volatilidade no mercado. A safra norte-americana não sofre ameaças climáticas, enquanto que no Brasil a colheita do milho está apenas no início”.

“Sendo assim, as variáveis de composição aos preços não possuem mudanças significantes, deixando o mercado de commodities ‘previsível’ no curto prazo. Nos Estados Unidos, as exportações da soja seguem regulares para dado período do ano. Nesta última semana, 538 mil tons da oleaginosa estadunidense foi vendida para embarque até agosto deste ano. Entretanto, o Brasil continua liderando os embarques do grão, com 3,5 milhões de toneladas despachadas no mesmo período”, concluem os analistas da ARC Mercosul.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)