Notícias

Tomada de lucro derruba soja nos EUA

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago (CBOT) registrou na quinta-feira (02.07) uma baixa de 0,25 ponto no contrato de Agosto/20, fechando em US$ 8,9125 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT fecharam a sessão com desvalorizações entre 1,25 e 2,25 pontos.

“A tomada de lucros, antes do feriado antecipado do Dia da Independência dos EUA, interrompeu o aumento de preço das últimas 3 sessões (US $ 12 / 3,8%). Novas vendas de soja americana para a China por 126.000 toneladas. apoiaram os preços, evitando novas quedas”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, a CBOT hoje operou em “tom modesto”, sem grandes oscilações, depois de uma semana agitada com o otimismo reinando nos preços dos cereais em Chicago: “O movimento de alta foi impulsionado pelos cortes de área do milho norte-americano em 2020, com um ajuste superior ao esperado pelo mercado. Além do mais, um período de estiagens se formou para a primeira semana de Julho, que fomentou a reversão de fundos de gestão ativa (especuladores) - os quais estavam fortemente posicionados no lado da venda no milho CBOT.”

“O movimento de alta nos cereais foi tão agressivo que acabou arrastando todas as demais commodities agrícolas. Entretanto, a soja demonstrou um desempenho mais sucinto, uma vez que a demanda pela oleaginosa estadunidense se mantém enfraquecida. Nem mesmo a venda de 126 mil toneladas da soja norte-americana para a China registrada hoje, foi capaz de sustentar os preços em alta. A melhora climática para os próximos 7-10 dias pesou sobre as cotações”, concluem os analistas da ARC Mercosul.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)