Notícias

Milho internacional: Mercado movimentado na Ásia

milho colheita USA cornCondições nos EUA permanecem inalteradas  -  O mercado internacional de milho registrou um bom movimento de importação na Ásia, mas viu a Argentina registrando pouco neste início de semana, segundo informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica. De acordo com as informações, as condições de milho dos EUA permaneceram inalteradas, mantendo-se em 69% boas ou excelentes e provocando novas perdas em todos os futuros de milho no início da semana.

“O mercado esperava uma redução de um ponto para 68%, o que o colocaria em linha com a média de cinco anos, 69% continua sendo um forte desempenho em uma grande safra – com embonecamento já evidente em 59% da safra, de uma média de cinco anos de 54%. Por outro lado, a Coréia do Sul tentou usar essas quedas futuras para tentar comprar ainda mais, com a NOFI aventurando-se em uma oferta de importação de milho de três cargos, juntamente com uma oferta de trigo de ração, tudo para a chegada de novembro/início de dezembro”, comenta.

Além disso, as inspeções de exportação dos EUA superaram 1,14 milhão de toneladas, ligeiramente acima das expectativas com a China comprando, embora o Japão tenha permanecido como o maior destino. “Com 700k+ t, o Golfo dos EUA suportou o peso das exportações, com a carga FOB e de barcaça CIF bem altos”, indica.

“A NOFI é a última das empresas coreanas a se mover após tentativas de compra da MFG, FLC e KFA na semana passada, embora ocupe a terceira posição, pedindo qualidade na descarga em vez de no porto de carregamento – provavelmente um impedimento para muitos potenciais vendedores. As licenças de exportação da Argentina foram de 300 toneladas, muito pouco, bem abaixo da média normal”, conclui.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)