Notícias

Soja: Mercado ainda opera com leves baixas na Bolsa de Chicago nesta 4ª

Soja destacãoO mercado da soja segue recuando na Bolsa de Chicago na manhã desta quarta-feira (22). Perto de 8h20 (horário de Brasília), as cotações perdiam entre 2,25 e 3,50 pontos nos principais vencimentos, levando o agosto a US$ 8,93 e o novembro a US$ 8,89 por bushel.

Seguem as atenções divididas entre as questões ligadas ao clima nos EUA - que seguem favoráveis até este momento, sem apresentar grandes ameaças à safra 2020/21 - e ao andamento da demanda, com novas compras da China nos EUA, as quais têm se mostrado mais frequentes nos últimos dias.

Os traders acompanham, principalmente, estas duas frentes do mercado, mas também ainda realiza lucros depois das altas fortes das últimas semanas, que levaram as cotações a voltarem a operar na casa dos US$ 9,00 por bushel.

Todavia, mais uma vez, o mercado precisa de notícias novas para voltar a exibir ganhos mais vigorosos.

"Esse aumento de importação de soja por parte da China já está totalmente precificado, não é mais um dado novo. Assim como já está precificada uma safra maior nos EUA, uma área recorde na América do Sul, uma tendência de safra recorde na América do Sul sem grandes ameaças climáticas. E assim, o mercado fica oscilando em uma banda estreita", explica o sócio-diretor da Cogo Inteligência em Agronegócio, Carlos Cogo.

FONTE: Notícias Agrícolas(Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja)