Notícias

Soja brasileira reage e volta a subir forte

soja exportação porto rarSegundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quinta-feira (30.07) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 1,28% nos portos, para R$ 117,52/saca (contra R$ 116,03/saca do dia anterior). Com isso o ganho acumulado nos portos neste mês ficou em 1,91%.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que, no Rio Grande do Sul, o preço subiu R$ 1,50 no porto e R$ 1,0/saca no interior, “com preços completamente descolados da exportação no mercado disponível subiram. Ainda foram pago por duas indústrias, não pelas Tradings, que não puderam acompanhar os preços. No Paraná preços da soja permaneceram inalterados nesta quinta-feira”.

CHINA

Ainda de acordo com os analistas da T&F Consultoria Agroeconômica, a nova safra brasileira domina a demanda chinesa, apesar de prêmios mais altos: “A compra de cargas de soja pela China na quarta-feira foi centrada nos novos volumes de safra de soja brasileira em 2021, apesar dos prêmios mais firmes. A estatal Cofco esteve comprando ativamente os embarques do 2o trimestre de 2021 do Brasil na quarta-feira, deixando a soja dos EUA de lado em meio a margens mais fracas”.

“Pelo menos sete a oito cargas de soja brasileira foram comercializadas entre as quais o embarque de julho de 2021, acordado em 145 c/bu sobre os futuros de julho e os embarques entre abril e maio mudaram de mãos em 127-135 c/bu sobre os futuros de maio. Os prêmios para embarques de safra nova para o primeiro trimestre de 2021 subiram de 5-6 c/bu, com o embarque de março oferecido em 145 c/bu sobre os futuros de março, enquanto as ofertas foram indicadas 7-8 c/bu abaixo das ofertas”, aponta a equipe da T&F.

“As ofertas de embarques de soja brasileira entre setembro e novembro deste ano foram de 20 a 25 c/bu acima das do Golfo dos EUA. Os prêmios FOB portos de Origem no Brasil permaneceram inalterados para safra velha e 6 cents mais firmes para safra nova (grande procura)”, concluem os analistas.

#ParceriaAgro

FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)