Notícias

Soja fecha Julho positivo, mas demanda já mudou

bolsa de chicago CBTO85b7cd556fe2fO preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago (CBOT) registrou na sexta-feira (31.07) uma alta de 4,25 pontos no contrato de Novembro/20, fechando em US$ 8,925 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT fecharam a sessão com valorizações entre 3,50 e 5,75 pontos.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que os foi o “primeiro dia de aviso para os futuros de soja de agosto, o último dia de negociação da semana, e de julho. Não houve avisos de entrega contra o grão agosto. A soja fechou o dia com ganhos, a semana com fraqueza e o mês com ganhos”.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, a semana terminou com mais um dia sem com que a China adicione compras da soja norte-americana: “A ARC lembra que sazonalmente este período do ano os chineses migram a demanda pela oleaginosa estadunidense, uma vez que grande parte da soja colhida no Brasil já teria sido comercializada. Entretanto, em meio as intensificações políticas entre Trump e Jinping, a China continua originando todo o grão possível na América do Sul, especialmente no Brasil”.

“Uma semana de altos e baixos nas cotações da soja, que fecharam acumulando leve queda na Bolsa de Chicago. Destaque para ausência chinesa nos EUA, com compras confirmadas apenas na segunda-feira, e 4 sessões consecutivas sem novas compras, o que não ocorria há algumas semanas. Demanda instável e safra EUA com bom desenvolvimento mantém pouco impulso para soja acima de US$9,00/bushel na Bolsa de Chicago”, concluem os analistas da ARC Mercosul.

#ParceriaAgro

FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)