Notícias

Quase 60% do trigo argentino enfrenta situação de seca

trigo049GAtualmente, quase 60% do trigo enfrenta alguma situação de seca, o que acaba comprometendo o rendimento esperado, segundo informações divulgadas pelo portal Agrofy. No centro e norte da área agrícola, a condição de déficit hídrico piora, condicionando as expectativas de rendimento.

O plantio, no entanto, atingiu 95,9% da área estimada para a campanha 2020/2021. “O progresso do plantio intersemanal foi de 1,8 pontos percentuais (pp), principalmente devido ao excesso de água nas áreas do sul de Buenos Aires que continuam afetando a continuidade do trabalho ", destacou a Bolsa de Cereais de Buenos Aires no relatório semanal.

Até o momento, há um atraso ano a ano no avanço da semeadura nacional de -3,3 pp. E em termos de desenvolvimento, a chegada ao perfilhamento é de 4 pp abaixo do ciclo anterior. No norte do país, nas regiões NOA e NEA, o cereal é encontrado principalmente em trânsito, desde o perfilhamento até o início das pastagens.

“A ininterrupta falta de chuva afetou a condição dos quadros que atualmente têm pouco crescimento e um número baixo de vasos de leme, comprometendo o desenvolvimento da planta e reduzindo as expectativas de desempenho ", destaca a pesquisa.

Paralelamente, nas regiões centrais da área produtiva, o trigo também continua seu ciclo sem chuva. Embora aqueles lotes com contribuição de napa tenham registrado uma condição melhor, a maioria deles teve partos desiguais e apresentou-se em estandes de plantas e tamanho pequeno, problemas com pulgões, danos causados pelo frio e falta de fertilização. Finalmente, na margem sul, ainda existem mais de 360 mil hectares para semear.

#ParceriaAgro

FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)