Notícias

Confira os preços do milho nas praças principais

7milho000No Rio Grande do Sul, os analistas da T&F Consultoria Agroeconômica identificaram uma alta de mais R$ 1,0/saca na exportação para R$ 53,00 no porto para safra nova, enquanto o disponível permaneceu inalterado. “No interior do estado os preços do milho no mercado de lotes disponível permaneceram inalterados a R$ 50,50 FOB em Carazinho e Cruz Alta, R$ 49,00 em Erechim, R$ 50,50 em Ijuí e Passo Fundo e R$ 53,50 na Serra, que sugere, conforme a distância, preços CIF entre R$ 54,50,00 e R$ 55,00/saca. Indústrias continuam fazendo posição para setembro/outubro”, comenta.

Em Santa Catarina, como já vem acontecendo há dias, os preços permanecem inalterados. “Os preços para o produtor permaneceram inalterados em R$ 45,50/saca no Alto Vale do Itajaí, R$ 45,50 em Canoinhas e Chapecó, R$ 44,00 em Concórdia e Joaçaba, R$ 45,50 em Pinhalzinho e R$ 43,00 em Mafra. Para exportação milho subiu em média 2 reais/saca CIF São Francisco do Sul da safra 2019/20 (entrega/pagamento) 01/08 - 31/08 R$ 49,50 (47,50) 04/09/2020; 01/09 - 30/09 R$ 49,50 (47,00) 05/10/2020; 01/10 - 30/10 R$ 49,20 (47,00) 05/11/2020”, completa.

No Paraná, os preços sobem R$ 0,50/saca para a Safrinha, mas mantém preços inalterados para 2021. “No mercado de balcão os produtores paranaenses recebem R$ 43,50 em Cascavel/Londrina/Maringá, R$ 43,75 em Guarapuava, R$ 44,00 em Mariópolis/Pato Branco, R$ 40,00 em Ponta Grossa. Considerando a média de R$ 43,50 o lucro do produtor paranaense neste momento é de 19,86%”, indica.

“Já os milhos importados do Paraguai chegariam ao Oeste do Paraná ao redor de R$ 54,86 (55,18); ao Oeste de Santa Catarina ao redor de R$ 62,49 (62,85) e ao Extremo Oeste de SC ao redor de R$ 64,08/saca (64,45). A cotação do milho argentino subiu para R$ 66,57 (65,97) e a do milho americano a R$ 72,56 (71,98) no oeste de SC”, conclui.

#ParceriaAgro

FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)