Notícias

Soja se mantém firme na maioria das praças

soja grao 928b43712fe3bDe acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, no Rio Grande do Sul, a indústria tirou o pé do acelerador por queda no câmbio, o preço do farelo recuou e óleo ficou inalterado no encerrar da última semana. “Com isto, o preço oferecido pelas indústrias no porto gaúcho de Rio Grande devolveu os R$ 0,50/saca que tinha subido no dia anterior e fechou a R$ 137,50/saca. No interior os preços também recuaram R$ 0,50/saca para R$ 139,00 no entroncamento ferroviário de Cruz Alta, permaneceram sem indicação para Ijuí e em Passo Fundo reduziu R$ 0,50/saca para R$ 140,50/saca para final de setembro”, comenta.

No Paraná, o preço permanece inalterado para o agricultor, mas recuou no mercado de lotes. “No mercado de balcão o preço oferecido ao agricultor na região de Ponta Grossa permaneceu a R$ 115,00. Na tabela nº 1 acima pode-se ver os preços para os produtores em outras praças. No mercado de lotes, para entrega em setembro o preço manteve-se em R$ 130,00, em Ponta Grossa, pagamento final de outubro. No interior dos Campos Gerais recuou um real/saca para R$ 129,00, retirada setembro, pagamento em outubro. Para a safra 2021, o preço continuou a R$ 116,00, em Ponta Grossa, entrega e pagamento abril/abril”, completa.

“No Mato Grosso do Sul o mercado rodou pouco: 10.000 toneladas da safra 2019/20 a preços ao redor de R$ 131,50 (queda de 1,50 em relação à semana anterior) e da safra 2021 cerca de 15.000 toneladas, a preços ao redor de R$ 105,00/saca. Para 2022, foram negociadas outras 15.000 toneladas ao redor de R$ 100/saca. Os preços da soja fecharam ao redor de R$ R$ 130,00 em Caarapó, subiram um real/saca para R$ 133,50 em Campo Grande, dois reais/saca para R$ 132,0 em Chapadão do Sul, R$ 132,50 em Dourados, para R$ 133,00 em Maracaju, $ 133,50 em São Gabriel do Oeste e R$ 134,00 em Sidrolândia”, conclui.

#ParceriaAgro

FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)