Notícias

Confira o panorama dos preços do milho

milho 5ea2c172ef07632e4a8e3aa846aa7fbOs preços do milho continuam firmes no Rio Grande do Sul, mesmo com os grandes compradores relativamente bem abastecidos e os pequenos sem conseguir repassar as altas para os ovos e o leite, fazendo força contrária. Foi isso que afirmou a T&F Consultoria Agroeconômica.

“Os preços mantiveram a alta do dia anterior em R$ 66,00 em Ibirubá, mas recuaram 1 real/saca para R$ 63,00 em Vacaria. Nas demais praças do interior do estado os preços do milho no mercado de lotes disponível, mantiveram R$ 63,00 FOB em Carazinho, Cruz Alta e Erechim e subiram para R$ 63,00 em Ijuí”, comenta.

Em Santa Catarina, os preços continuam a R$ 65,00/saca. “Sem muito milho disponível no estado, as fábricas de ração e indústrias de carne se abastecem cada vez mais com milho vindo do Mato Grosso do Sul. Os preços do milho local permaneceram a R$ 63,00 no Alto Vale do Itajaí, recuaram R$ 1,00/saca para R$ 62,00 em Campos Novos e permaneceram a R$ 58,00 em Canoinhas e Chapecó. Em Concórdia e Joaçaba os preços mantiveram a alta do dia anterior a R$ 65,00. Em Mafra subiram R$ 0,50 para R$ 61,50/saca”, completa.

No Paraná, o maior equilíbrio entre oferta e demanda mantém preços lucrativos para todos, mas em níveis menores. “No mercado de balcão os produtores paranaenses os preços ficaram entre R$ 43,50 e R$ 59,00 (contra R$57,00/saca do dia anterior). Já no mercado de lotes, os negócios no spot praticamente desapareceram, com pouquíssimas ofertas. Nos Campos Gerais, região de Ponta Grossa, mercado de lotes spot manteve os R$ 55,00 posto fábricas, para entrega e pagamento em setembro e outubro. No Norte do estado, preço spot entre R$ 56,00 e R$ 58,00, dependendo do local. No Oeste ao redor de R$ 56,00/ saca”, conclui.

#ParceriaAgro

FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)