Notícias

Soja: Safra maior do que o esperado pressiona preço no RS

soja colheita 970x600 1Um relatório da RTC-Rede Técnica das Cooperativas do estado do Rio Grande do Sul registra que as condições das lavouras são de 19% excelentes e 81% boas, com zero ruins ou muito ruins, ao contrário do milho, cuja safra quebrou mais de 40% em algumas regiões, o que acabou pressionando os preços. As informações foram divulgadas pela TF Agroeconômicas.

“A expectativa de produtividade até o momento é de 3.509 kg/hectare, segundo a mesma fonte, o que pode proporcionar uma produção ao redor de 21,24 milhões de toneladas, cerca de 2,14 milhões a mais do que as 19,10 milhões previstas no último relatório de fevereiro da Conab, para o Estado”, comenta.

O Paraná tem negócios rodando, mas sem alteração nos preços. “O foco continua sendo a entrega dos contratos antecipados e a colheita está evoluindo bem, diferente do vizinho mais ao sul não há dificuldade de armazenagem e o volume permanece dentro do esperado. Negócios maiores não ocorreram visto que existe um embate entre vendedores e compradores onde um tenta empurrar o frete para o outro”, indica.

Foram vistas também quedas em todo o estado de Minas Gerais por variações na Bolsa. “Foco continua sendo a colheita para garantir os contratos antecipados. Hoje valores recuam mais R$1,00 por saca, lentamente se aproximando dos valores de antes do grande aumento que ocorreu no começo da semana. Embora os valores não estejam diferentes das outras regiões, os preços não fecham para as cerealista e grandes empresas de olho no mercado nesse momento. Os fretes também sofrem aumentos devido a saída das colheitas de milho e soja e, portanto, nenhum negócio foi feito”, completa.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)