Notícias

Soja fecha praticamente inalterada em Chicago

bolsa de chicago CBTO85b7cd556fe2fDe acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica, a soja fechou inalterada no dia, mas em queda de 20 cents/bu na semana na Bolsa de Chicago. “Um cenário recorde de produção permanece no Brasil (apesar dos atrasos na colheita pelas chuvas). Novos casos de febre africana em suínos na China preocupam o lado da demanda. Na Argentina, as projeções de colheita caem para 44-45 milhões de tons. Rali em óleos vegetais (palma e soja) deu suporte”, comenta.

“Os futuros de óleo de soja encerraram a sessão em alta de 75 a 79 pontos, permitindo que os contratos de maio registrassem outra nova alta do LOC. Os preços da palma da Malásia foram 98 ringgits mais fortes para uma nova alta de 4.220 e aproximando-se da máxima de todos os tempos 4.298 em março de 2008. Os preços canadenses da canola também estão em alta, com US$ 3 em maio mais alto para US$ 804,50 CAD/MT. Os futuros europeus de colza foram de US$ 2,50 euros/toneladas, acima de US$ 521,75, mas ainda assim fora do recorde de US$ 528,75 estabelecido há 4 dias”, completa.

Nesse cenário, os futuros do farelo de soja do mês anterior na CBT fecharam em US$ 3,50 para US$ 4,10 mais fracos. “Os futuros de soja Dalian caíram para 3.171 yuan/MT (~$441,85/tonelada) em 3/12. Isso caiu 8% na semana. A Coreia do Sul comprou 12.000 MT de farelo de soja da China através de uma licitação internacional. Dados do USDA mostram que nos últimos 10 anos a China tem uma média de apenas 1,3 MT de exportações de soja”, indica.

“Antes do relatório de esmagamento no NOPA na segunda-feira, os analistas esperam ver 168,61 mbu (4,58 MT) de soja esmagada pelos membros da NOPA até fevereiro, que seria a maior queda de fevereiro registrada. A estimativa média do pré-relatório para os estoques de óleo de soja é de 1,922 bilhão de libras”, conclui.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)