Notícias

Soja recua em Chicago nesta 2ª iniciando semana cheia de novos dados para o mercado

Soja destacãoA semana começa com preços em queda para a soja na Bolsa de Chicago, marcando suas mínimas em 10 dias. De acordo com analistas internacionais, a pressão vem de um dólar mais forte frente a outras moedas e de exportações norte-americanas mais tímidas neste momento.

Perto de 7h30 (horário de Brasília), as cotações perdiam entre 1 e 2 pontos, com o maio valendo US$ 13,98 e o agosto, US$ 13,44 por bushel.

Mais do que esses dois fatores, o mercado nesta semana se prepara ainda para dois novos boletins importantes que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz no dia 31 de março.

O mais esperado é o de projeções de área de plantio - Prospective Plantings - com os primeiros números oficiais, coletados pelo departamento junto dos produtores e já considerando as primeiras condições de clima que eles recebem neste início de temporada. A sinalização é de aumento de área tanto para a soja, quanto para o milho.

O outro relatório atualiza os estoques trimestrais norte-americanos em 1º de março, tamém sendo um período importante para a temporada comercial dos EUA.

Os traders também não deixam de monitorar o mercado de derivados que, nesta segunda-feira tem estabilidade entre os futuros do óleo de soja, e baixas no farelo.

No macrocenário, atenção às relações entre China e Estados Unidos, o comportamento do dólar, a movimentação das demais commodities e o navio gigante ainda encalhado no Canal de Suez. Nesta manhã de hoje, os futuros do petróleo subiam mais de 1% na Bolsa de Nova York.

FONTE: Notícias Agrícolas(Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja)