Notícias

Soja segue em queda na CBOT com previsão de chuvas melhores para norte do Corn Belt

soja cotação bushelOs futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago operam com mais de 20 pontos de baixa no início da tarde desta quarta-feira (9), intensificando seu movimento de correção depois das boas altas da sessão anterior. Além desse reposicionamente, o mercado ainda reflete as previsões de chuvas mostrando melhores condições de chuvas para o Corn Belt e um ajuste dos traders antes do novo boletim mensal de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz amanhã.

Assim, perto de 12h25 (horário de Brasília), as cotações recuavam entre 23,50 e 24,50 pontos nos principais contratos, com o julho valendo US$ 15,55 e o novembro, US$ 14,33 por bushel.

"O acumulado de chuvas das últimas 48 horas mostra que os estados da Dakota do Norte e Dakota do Sul receberam bons volumes de precipitação. Os dois são alguns dos que mais sofrem com a estiagem nesta temporada. Com esses acumulados, o milho em Chicago trabalha em queda, trazendo pressão também para os futuros do cereal na B3", explicam os analista da Agrinvest Commodities.

O mapa do Commodity Weather Group (CWG) mostra os volumes melhores que foram registrados nas Dakotas e em partes de Minnesota.

Chuvas 24h EUA - CWG

Chuvas 24h EUA - CWG

Ainda de acordo com o instituto norte-americano, cerca de 20% da área de soja e milho do Meio-Oeste americano receberam precipitações, as quais variaram entre 12,7 e 63,5 mm e que, pontualmente, passaram de 200 mm.

No mapa do NOAA, o serviço ofical de clima dos EUA, para os dias 9 a 14 de junho, é possível ver alguns volumes sendo esperados para a faixa noroeste do país, porém, com a concentração maior das precipitações ainda no sudeste norte-americano.

Chuvas nos EUA de 9 a 14 de junho de 2021 - Fonte: NOAA

Chuvas nos EUA de 9 a 14 de junho de 2021 - Fonte: NOAA

FONTE: Notícias Agrícolas(Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja)