Notícias

Futuros da soja têm 3ª queda em Chicago

bolsa de chicago CBTO85b7cd556fe2fOs futuros da soja na Bolsa de Chicago (CBOT) caíram pelo terceiro dia consecutivo no encerramento da última semana, de acordo com informações da TF Agroeconômica. Isso foi motivado por melhorias nos mapas climáticos nos EUA, que esperam por chuvas nos próximos dias em regiões sob condições de seca.

“Além disso, o mercado antecipa perspectivas de menor demanda da China para o segundo semestre. O grande avanço nas compras nos primeiros meses e as tentativas de substituição do farelo de soja na ração animal podem reduzir a demanda por feijão. Os futuros CBOT da soja caíram pela terceira sessão consecutiva na sequência de vendas, sustentada pela melhoria das previsões meteorológicas”, comenta.

O contrato de setembro estava sendo negociado a US$ 13,56/bu às 1200, no fechamento de Chicago, 1% abaixo no dia, com uma desvantagem mais branda para contratos de entrega posteriores. “Os Fundos continuaram adicionando pressão de venda ao mercado e melhorando as condições climáticas nos EUA, de acordo com certas previsões. Os produtos fecharam mistos com farelo puxado para baixo influenciado pelas cotações europeias, enquanto o óleo de soja se recuperou apoiado por futuros de petróleo bruto e óleo de palma mais altos”, indica.

“Na sexta-feira, exportadores privados relataram ao USDA 100.000 toneladas de vendas de exportação de soja com destino ao México na campanha de comercialização de 2021/22. Isso ajudou a sustentar os preços da soja com alguma alta de curta duração durante a sessão, mas não foi suficiente para compensar as vendas por meio de pressões”, conclui a consultoria.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)