Notícias

Bolsonaro diz que se não fosse o agro economia teria “afundado”

Bolsonaro MidiaNewsEm visita a Cuiabá nesta quinta-feira (19), presidente reafirmou seu apoio ao homem do campo - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) elogiou o agronegócio de Mato Grosso e afirmou que, sem a produção do campo, a economia brasileira teria “afundado”.

A declaração foi dada na quinta-feira (19), durante sua primeira visita a Cuiabá desde que tomou posse. Bolsonaro esteve no Hotel Fazenda Mato Grosso, onde participou do encerramento de um seminário da Fundação Nacional do Índio (Funai) e entregou máquinas agrícolas a aldeias.

“O Mundo todo me ataca e o que o Mundo quer? É que nos transformemos em um grande parque nacional. Se não é o agronegócio, o Brasil teria afundado na economia, afundado”, afirmou.

Maior produtor de soja, algodão e carne do Brasil, Mato Grosso é o Estado onde Bolsonaro tem um dos maiores índices de aprovação.

Durante seu pronunciamento, o presidente reafirmou seu apoio aos “homens do campo” e enumerou algumas das ações que tomou para ajudar esses proprietários de terras.

Dentre elas, Bolsonaro afirmou que pôs fim às invasões do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) e ampliou o porte de armas aos fazendeiros.

Além disso, o presidente afirmou que é preciso haver uma previsibilidade nas questões de demarcação de terras indígenas, para proteger os interesses dos “homens do campo”.

“Não pode o homem do campo dormir preocupado e acordar sobressaltado com a portaria da Justiça demarcando mais uma área sem critério. Tem que ter critério”, disse.
FONTE: MidiaNews