Notícias

Soja fecha em forte alta em Chicago

bolsa de chicago CBTO85b7cd556fe2fA soja fechou em forte alta na Bolsa de Chicago, com menor produção do Brasil e forte alta dos óleos vegetais, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. “O contrato de janeiro22 da soja em grão fechou em forte alta de 2,08% ou $ 28,0 cents/bushel a $ 1372,0; o contrato de maio22, importante para as exportações brasileiras, também fechou em alta de 1,98% ou $ 27,0 cents/bushel a $ 1392,0”, comenta.

“O contrato de janeiro do farelo de soja continuou em alta de 1,11 % ou $ 4,7/t curta a $ 428,6 e o contrato de dezembro de óleo de soja fechou em alta de 3,72% ou $ 2,09/libra-peso a $ 58,30. Validou-se a forte alta de preços, em um mercado que incorporava um cenário de menor produção no Brasil. Consultores privados fizeram ajustes significativos em suas estimativas de produção: Stonex 134 MT (de 145 MT anterior.) e HedgePoint 138,5 MT (de 144,5 milhões de toneladas). Os mapas de previsão continuam mostrando secas e altas temperaturas em várias áreas da Argentina e do Brasil. O petróleo e os óleos vegetais em alta aumentaram o ímpeto”, completa.

Os dados das Inspeções Semanais de Exportação mostraram 1.192 MT de grãos embarcados durante a semana que terminou em 30/12. “Os embarques de soja neste ano comercial totalizaram 30,3 MT, ou 54% do total projetado do USDA e acompanha o ritmo da última temporada em 23%. No WASDE de dezembro, o USDA projetou uma queda de 11,4% ano / ano para os embarques de soja”, indica.

“O relatório mensal de gorduras e óleos mostrou 190,48 mbu (5,18 MT) de soja foram processados durante novembro. O total do esmagamento de soja durante o primeiro trimestre foi de 551,53 mbu (15,00 MT) ou 25,2% da previsão do USDA”, conclui.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)